3 dias na Ilha dos Apaixonados: Santorini!

DSCN2014

Santorini é uma das ilhas mais famosas do grupo das Cíclades, conhecida como a ilha dos apaixonados pelo belo pôr-do-sol e pela paisagem encantadora de casinhas brancas e azuis sobre um “morro” de frente para o mar.

O arquipélago de Santorini é essencialmente o que restou depois de uma gigantesca erupção vulcânica que ocorreu cerca de 3600 anos atrás. No centro da ilha recortada em meia-lua está uma cratera que na verdade é a caldeira submersa de um vulcão, criada por uma série de erupções. E é justamente aí que entra a capacidade do homem de aproveitar o que a natureza lhe deu: no alto do penhasco que beira a cratera foram erguidas as famosas casinhas brancas e azuis, praticamente debruçadas no mar e enfileiradas em vielas estreitas. Tudo isso cercado de excelentes restaurantes e de um dos mais famosos pôr-do-sol do mundo.

Santorini é o oposto da tranquilidade que citei em Milos, por ser uma ilha grande aqui tudo é muito mais agitado, considerando que a ilha ficou muito famosa nos últimos anos, também há muito mais infra-estrutura por aqui.

Desembarcamos em Santorini no dia 09/Agosto às 11h30 no New Port (todos os ferries desembarcam nesse porto) , após um pouco mais e 2h de ferry saindo de Milos. Chegando já tínhamos um transfer agendado (www.taxireservations.com) e aqui valeu muito a pena considerando a muvuca que estava no porto quando chegamos.

Ficamos hospedados em um hotel bem familiar porém muito confortável em Firostefani, Hotel Sofia (http://www.sofiahotelsantorini.com).

A recepção do hotel era um “mini mercado” e o rapaz que trabalha ali foi super prestativo e levou nossas malas até o quarto (tem uma pequena escada porém estávamos com malas bem grandes e pesadas, denovo, lembrem-se da dica de malas pequenas, você terá que carregá-las na maioria das ilhas).

O quarto tinha ar condicionado e uma janela com vista para uma das várias igrejas da cidade. Durante a nossa hospedagem, tivemos apenas um problema, um dia teve problema com a água que foi solucionado no mesmo dia, a mulher da recepção preocupada em nos ajudar, nos deu garrafas de água mineral enquanto o problema não era solucionado e não podíamos tomar banho.

vista hotel santorini

Firostefani é um excelente lugar para se hospedar, é possível ir a pé para o centro em Thira e o valor dos hotéis é bem menor. Em Thira é onde você vai encontrar a vista espetacular da Caldera, diversos restaurantes e uma infinidade de lojinhas.

Outra opção é se hospedar em Óia, porém é importante saber que Óia fica em um dos extremos da ilha, e lá é longe do centro e também das praias, é uma parada obrigatória para ver o pôr-do-sol, mas lembre-se que o pôr-do-dol na Grécia é por volta das 20h e aqui você vai encontrar lojas e restaurantes mas estará bem distante das praias e do centro, além de ser o local onde os hotéis são mais caros. Então, se você não pretende ficar o tempo todo no hotel, procure se hospedar em Thira ou Firostefani, de lá você estará no meio do caminho para a maioria das praias e próximo do agito do centro para ir jantar ou mesmo passear nas lojas.

Aproveitamos que estávamos com fome e almoçamos em um restaurante que havia em frente ao nosso hotel: Vanilia Restaurante. Com uma vista espetacular, comemos um peixe e um polvo por um preço bem razoável.

Vanilia Restaurante_Santorini

Terminando o almoço, ligamos para a agência que havíamos alugado a moto (www.motorinn.gr – 20 euros a diária em alta temporada) e quando tudo estava certo fomos para a primeira praia: Kamari.

DSCN1981

Kamari é uma praia bem tranquila, com cadeiras e guarda-sol disponíveis para aluguel. As praias em Santorini são todas de pedras, não existe areia como estamos acostumados no Brasil. Então, para evitar desconforto, se você tiver, leve uma sapatilha para mergulho ou adquira uma em uma das lojinhas da cidade por 20 euros. Se não te incomodar entrar na água sentindo essas pedrinhas o chinelo mesmo serve! rs

Ficamos na praia até mais ou menos umas 17h30 e seguimos em direção a Óia para ver o famoso pôr-do-sol. Como eu disse anteriormente, Óia fica em um dos extremos da ilha, então dessa praia para lá foram aproximadamente 20km, 30 minutos. Chegamos em Óia um pouco depois das 18h e mesmo de moto foi difícil encontrar um lugar para estacionar. As ruas já estavam lotadas de pessoas e acredite, mesmo 1h30 antes do pôr-do-sol já era difícil achar um bom lugar para as fotos. Achamos um lugarzinho entre uma das escadarias e ficamos ali até umas 20h quando o sol começou a ir embora. A vista é realmente espetacular e vale todo o esforço!

IMG_2034 IMG_2032 IMG_2060

Após o pôr-do-sol pensamos em jantar em Óia mas o tumulto e a multidão lotavam todos os restaurantes ao redor então voltamos para o hotel para um banho e seguimos andando até Thira.

Em Thira fomos em um dos restaurantes mais famosos da ilha: Argo (http://www.argo-restaurant-santorini.com). Aqui o restaurante valeu cada centavo! Mas é bom fazer reserva antes, nesse dia tivemos sorte e esperamos apenas meia hora.

De entrada comemos um queijo feta e de prato principal um delicioso cordeiro. O atendimento do restaurante é impecável, e para completar a noite ganhei do Du uma meia aliança azul para lembrar do azul da Grécia! Um dia perfeito na ilha dos apaixonados!

No dia 10 acordamos um pouco depois das 9h, comemos algo e seguimos para a praia Red Beach, praia famosa pela coloração vermelha das rochas ao redor do mar. Nos perdemos algumas vezes até chegar rs… esqueci de citar mas as estradas de Santorini são muito ruins e muito mal sinalizadas, então o que era fácil em Milos apenas com o mapa em mãos aqui se tornou bem complicado. Se prepare para se perder no meio de tantos cruzamentos sem placas e no meio de muitas subidas e descidas, mas lembre-se que você está no paraíso e tente não se stressar!

Chegando em Red Beach a praia estava lotada e conseguimos uma das últimas cadeiras disponíveis para alugar, cuidado aqui, vimos a mulher cada hora falar um preço para diferentes pessoas (em média se paga 5 euros por cadeira nas praias).

santorini_red santorini_redbeach

Ficamos aqui 1h e seguimos para a praia ao lado, Perívolos, famosa pelos bares e baladas.

Em Perivolos encontramos cadeiras e guarda-sol gratuitos mediante consumação no restaurante que ainda dava direito a utilizar a piscina e o wifi! Aqui tinha uma música em cada esquina e a praia era bem mais movimentada que as anteriores porém com bem mais infra-estrutura ou seja, não faltava lugar para ficar.

IMG_3355

Ficamos aqui até umas 16h e voltamos para o hotel, lá ainda ficamos um pouco na piscina, nos arrumamos e fomos ver o pôr-do-sol em Thira.

Em Thira buscamos um restaurante para admirar o pôr-do-dol, acabamos escolhendo um com uma vista incrível porém com comida absurdamente cara. Comemos um peixe fresco escolhido na hora no Don & Donna que estava maravilhoso mas foi bem caro para um peixe grelhado na brasa.

santorini santorini1 santorini3 DSCN2049

 

Para dar uma idéia do que é o por do sol deste restaurante, fizemos um video… Vale a pena ver, só 1 minutinho:

No dia 11 acordamos um pouco mais tarde e fomos visitar a praia vizinha de Perívolos, Perissa.

Com um pouco menos de infra-estrutura mas bem semelhante a Perívolos, Perissa é uma praia um pouco mais tranquila e aqui tivemos que pagar pelas cadeiras e guarda-sol mesmo com consumação.

santorini_perissa santorini_perissa1

Comemos na praia pois tínhamos um passeio de barco até o vulcão às 15h30, como nos perdemos todos os dias nas estradas da ilha saimos da praia as 14h.

Fomos tranquilos até o porto porém, chegando lá, tivemos uma surpresa nada agradável, estávamos no porto novo e o passeio saia do porto antigo em meia hora! Bom pegamos a moto e começamos o caminho novamente na tentativa de dar tempo… no entanto, estávamos com uma Scooter, logo, impossível correr com ela e na pressa esquecemos de levantar direito o cavalete (para quem não sabe , é um apoio da Scooter para ela ficar em pé) e quando entramos em uma descida numa das curvas o cavalete raspou no chão e fomos os dois para o chão!

Para resumir nos ralamos o suficiente para precisar de um hospital e esquecer do passeio… aqui vai a dica que melhor você não querer rs… a ilha tem 2 hospitais, sendo um deles público e um privado, claro que não nos informaram disso e fomos no primeiro que nos falaram, um que fica bem no centro, público. Ah e claro que fomos de moto, afinal era nosso único meio de transporte rs

Bom no hospital não tinha ninguém para dar informações ou atender, mandaram a gente sentar e esperar… fomos atendidos depois de uns 40 minutos e a enfermeira fez a limpeza dos nossos machucados sem dó nem piedade! Acho que não preciso contar a parte que doeu muito mas eles ainda nos deram injeção anti tetânica (que compramos na farmácia) e receita para um antibiótico. Enfim, apesar de tudo estávamos na Grécia e na metade da viagem, não podíamos deixar que esse acidente atrapalhasse tudo.

Chegamos no hotel e eles gentilmente tentaram ajudar a ligar para a agência onde tínhamos o passeio de barco e no final conseguimos remarcar para o dia seguinte.

Nesse dia comemos um sovlaki ao lado do hotel e tentamos descansar pois estávamos muito doloridos do acidente.

No dia 12 acordamos e decidimos que não iríamos para a praia, estavam os 2 mancando, minha perna esquerda do joelho para baixo quase toda em carne viva e o pé dele nas laterais também, tomar sol não seria uma boa idéia. Fomos até Thira, passeamos um pouco por lá e almoçamos por ali no Zafora (restaurante ok mas meio caro), o passeio de barco sairia do porto antigo que só tem acesso pelo teleférico que fica no centro (Thira).

santorini_thira

Descemos as 14h30 e aqui vai uma dica para as mulheres! Tem uma loja de bijuterias feitas de Murano nesse porto, as peças são um pouco caras mas os brincos e colares são incríveis! rs

Trocamos nossos bilhetes para o passeio e embarcamos as 15h30, o passeio é basicamente um que vão te oferecer muito em Santorini e de verdade, NÃO VALE A PENA!!!

O barco sai do porto e vai direto para o que foi um dia um vulcão ativo, chegando lá você tem 1h15 para ir até o topo… e acredite você vai andar, andar, andar e só ver pedra! Nenhuma vista espetacular, nada de especial, apenas vai fazer uma bela caminhada! Agora imaginem os 2 mancando como esse passeio foi legal… ps: se mesmo assim você resolver fazer esse passeio leve muita água e protetor solar! Site sobre os tours: http://www.in-santorini.com/santorini-volcano-tour.php (Sunset tour em temporada sai 80 euros por pessoa)

santorini_vulcao santorini_vulcao1

Depois, o barco para em uma parte do mar que a água é mais quente chamada de hot springs, mas de novo, sem nada espetacular e com os nossos machucados não nos arriscamos a entrar no mar também. Por fim, o barco deu a volta na caldera e parou para admirarmos o pôr-do-sol, retornando ao porto às 20h30.

Voltamos para hotel e depois de um doloroso banho (os 3 primeiros dias pós acidente foram difíceis) jantamos do lado do hotel em um italiano muito gostoso com um ótimo custo/benefício, o II Cantuccio.

Devolvemos a moto e acertamos o hotel pois no dia seguinte nosso ferry sairia as 9h rumo a Mykonos.

Acabamos não indo em nenhuma balada em Santorini, mas as de Perívolos são muito famosas. Aliás uma dica de praia é sem dúvidas Perívolos! Lá você tem toda a infra-estrutura e consumindo nos restaurantes não precisa pagar pelas cadeiras, vale muito a pena ir para lá!

Há também algumas vinícolas na região que possuem tours e degustação mas quando pesquisamos achamos muito caro e uma amiga que fez disse que não era tudo isso então acabamos não indo em nenhuma.Maiores informações podem ser encontradas nesse site: http://www.winetoursantorini.com/

É isso… se forem alugar moto, tomem muito cuidado aqui, as estradas são ruins, mal sinalizadas e tem muita curva, subidas e descidas.

Não se esqueça de andar muito pelas ruas de Óia e Thira… você verá que as lojinhas são quase todas iguais mas o charme da cidade é se perder entre essas ruas e aproveitar toda a receptividade dos gregos!

Já foi para Santorini? Compartilhe nos comentários também as suas dicas!

No próximo post a ilha das baladas: Mykonos!

 

 

Written By
More from Tata Masini

A escolha da Grécia e suas Ilhas

[caption id="" align="aligncenter" width="465" class=" "] Grécia e suas casinhas brancas a...
Read More

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *